Notícias e Eventos

Portugal mostra boa performance no indicador do objetivo Aichi 19

Portugal apresentou uma boa performance no indicador do objetivo Aichi 19, revelando um aumento da disponibilização de dados de biodiversidade, de acordo com o novo portal lançado pela NatureServe. Este portal serve para medir o progresso dos países em alcançar os objetivos de Aichi, que foram estabelecidos pelas Nações Unidas, no âmbito da Convenção para a Diversidade Biológica, com vista a reduzir ou parar a perda de biodiversidade.

GBIF Portugal colabora na reunião regional e formação para nós do programa BID África

 

Rui Figueira participou enquanto mentor na Reunião Regional Africana do programa Biodiversity Information for Development (BID), que se realizou entre 3 e 6 de setembro de 2019, em Yaoundé, Camarões. A reunião juntou juntou mais de 50 colaboradores de nós africanos ou de projetos financiados por aquele programa, foi organizado pelo Secretariado Internacional do GBIF e pelo Ministério do Ambiente, da Proteção da Natureza e do Desenvolvimento Sustentável dos Camarões.

Dados do GBIF contribuem para avaliar o enorme risco de extinção das espécies determinado pelas Nações Unidas

Pico dos Açores, Portugal (Foto de César Garcia).

O recém publicado relatório da Plataforma Intergovernamental para a Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas (IPBES) concluiu que os seres humanos estão a transformar as paisagens naturais da Terra de forma tão dramática, que cerca de um milhão de espécies de plantas e oak animais estão em risco de extinção.

GBIF atinge os 7,8 milhões de ocorrências de biodiversidade para Portugal, com a duplicação de registos de aves publicados pelo eBird

O total de registos disponíveis através do GBIF para Portugal ultrapassou os 7,8 milhões, após a duplicação de dados de aves feita pelo eBird. Deste modo, aumentou também o total de registos publicados por Portugal, que ultrapassa agora os 7 milhões de registos.

Angola adere à rede GBIF e aumenta a participação de países lusófonos na organização

Angola on GBIF's Country Page (Source: gbif.org)

Angola é o mais recente país participante da rede GBIF, o que representa um importante avanço para o conhecimento global sobre a biodiversidade. Angola é um dos países com maior diversidade de biótopos em África, com 15 ecorregiões, sendo um dos países mais biodiversos do mundo. A partilha de dados através do GBIF permitirá o desenvolvimento e o aumento do papel das coleções de museus e herbários locais, que devem refletir a riqueza e complexidade biológica da região, para apoiar o avanço do conhecimento neste país africano.

MOBILISE - Bolsas para participação em conferências científicas para estudantes de doutoramento ou investigadores em início de carreira

Foi anunciado o suporte a jovens investigadores ou estudantes de doutoramento originários de países de inclusividade do COST (incluíndo Portugal) para a participação em conferências científicas, no âmbito da ação COST MOBILISE:  Mobilising Data, Policies and Experts in Scientific Collections. A próxima conferência abrangida por este suporte é a Biodiversity_Next Internacional Conference (Leiden, Holanda, 19-25 Outurbo 2019).

IMAR publica mais de 300 mil ocorrências de espécies levando o portal de dados português do GBIF a ultrapassar os 6 milhões de registos

Golfinho

O Instituto do Mar, Centro do Mar e Ambiente (IMAR), da Universidade de Coimbra, desenvolve investigação no domínio das Ciências do Mar e do Ambiente, voltada às zonas costeiras e bacias hidrográficas. Estão registados no GBIF desde 2017, e recebem o aval de publicação da OBIS, que é um centro de informações global e de acesso aberto sobre biodiversidade marinha, para ciência, conservação e desenvolvimento sustentável.