Ciclo de publicação de dados

O processo de partilha de dados através do GBIF pode ser descrito em várias fases. O GBIF criou um conjunto de manuais e ferramentas que apoiam este processo, desde a captura e catalogação da informação em bases de dados, à sua publicação e uso final. O seguinte manual enquadra as diferentes fases do processo de publicação: Primeiros passos: perspectiva geral do processo de publicação de dados na rede GBIF.
 
Os dados a disponibilizar deverão estar organizados e mantidos numa base de dados. Estes poderão ser dados de ocorrência, resultantes quer de observações, quer de metadados de colecções biológicas. Para dados de ocorrência, o GBIF disponibiliza o seguinte manual sobre a importância e organização deste tipo de dados. Para a preparação e organização de um projecto de catalogação de colecções biológicas, o GBIF também disponibiliza o seguinte manual. A gestão da informação das bases de dados é suportada por uma série de documentos sobre qualidade dos dados, limpeza de dados, georreferenciação e generalização de dados sensíveis da ocorrência de espécies. Através do GBIF podem ser também partilhadas checklists nacionais,para as quais são disponibilizadas manual de boas práticas para a sua preparação e disseminação através da rede.
 
As fases que se podem identificar na imagem são:
 
1. Selecção da forma e infraestrutura para a partilha de informação. A partilha de dados para serem afiliados com a rede GBIF requer a sua organização segundo um dos padrões de dados suportados, nomeadamente DarwinCore Archive (DwC-A). A partilha dos dados pode ser feita através do software Integrated Publishing Toolkit (IPT, manual e software) ou pela disponibilização online de tabelas de dados organizadas numa folha de cálculo, preparadas com base em Spreadsheet Templates (manual, software online.)
 
2. Descrição dos dados através de metadados. Os metadados são “dados sobre os dados”. No GBIF, cada conjunto de dados é descrito por metadados que identificam a origem e âmbito (geográfico, temporal, taxonómico) dos dados. Permite-se, assim, que os utilizadores possam avaliar a adequação dos dados à finalidade que pretendem. Este manual é um guia para o provedores de dados na preparação dos metadados de descrição de um recurso.
 
3. Preparação dos dados segundo o padrão Darwin Core Archive. O Darwin Core Archive é um padrão de dados de informática para a biodiversidade internacionalmente reconhecido que simplifica a publicação de dados de biodiversidade. Este é um dos padrões suportados pelas ferramentas e rede GBIF, sendo descrita a sua utilização neste manual.
 
4. Publicação dos dados. A publicação de dados através da rede GBIF pode ser feita de várias formas, entre as quais utilizando o ntegrated Publishing Toolkit (IPT) indicado acima, a GBIF Spreadsheet Templates, mas também com as ferramentas TapirLink e BioCASe. O GBIF disponibiliza este guia rápido de introdução às diferentes formas de partilha de dados. A partilha de dados através da rede GBIF implica a aceitação do Acordo de Partilha de Dados. De forma a facilitar a citação, o reconhecimento e a quantifiação de citações no uso dos dados, é recomendado que se prepare e publique um “data paper”, que pode ser preparado directamente pelo IPT. Este manual explica esse processo.
 

Créditos de imagens. Excepto quando declarado, os conteúdos deste sítio são licenciados através de Creative Commons Attribution CC BY Licence .
A utilização de conteúdos GBIF está sujeito ao Acordo de Utilização de Dados GBIF, e à Política de Privacidade.
O Nó Português do GBIF é acolhido pelo Instituto Superior de Agronomia (ISA),
com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).