Nova edição do GBits já disponível

Article Type: 

Já se encontra disponível um novo número do Gbits, n.º 42, Dezembro 2014. Nesta edição é destacado o desafio GBIF Ebbe Nielsen que substitui o habitual prémio Ebbe Nielsen.  É também referido o projeto conjunto entre Índia e Noruega na obtenção de dados de Biodiversidade e é referida também a conferência dos padrões de informação de biodiversidade bem como a conferência COP-12 e os seus resultados. São ainda incluidas referências às novas publicações de dados através do GBIF, incluindo de Portugal, e as novas publicações cientificas que usam esses dados.

Nesta edição é dado destaque ao novo desafio GBIF Ebbe Nielsen que substitui o habitual prémio Ebbe Nielsen. Este desafio tem por objetivo inspirar os cientistas, informáticos, modeladores de dados, cartógrafos e outros especialistas a inovar e criar novas aplicações na área dos dados de biodiversidade de livre acesso, numa competição por um 1° prémio de 20 000€ e 2° prémio de 5 000€ e as inscrições estão abertas até 2 de Março de 2015 aqui.
 
É destacado neste número do GBits o projeto conjunto entre Índia e Noruega num novo guia de como usar armadilhas fotográficas na obtenção de dados de biodiversidade e que possam ser usados como auxilio na tomada de decisão na conservação de espécies. É destacado também a conferência dos padrões de informação de biodiversidade que se focou no desenvolvimento de aplicações para a biodiversidade e os seus padrões de informação.
 
A décima segunda da Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (CBD COP-12), realizada em Pyeongchang, Coreia do Sul, em outubro acordou um conjunto de decisões conhecidas coletivamente como o Pyeongchang Roadmap destinada a acelerar o cumprimento das metas de Aichi para a Biodiversidade. Inclui também a publicação do Fourth Global Biodiversity Outlook (GBO4) que conclui que, embora tenham sido feitos progressos no sentido de cumprir muitas das metas, na maioria dos casos, isso não foi suficiente para satisfazer os objectivos definidos no Plano Estratégico para a Biodiversidade 2011-2020.
 
É destacado ainda no GBits a publicação de novas versões da brochura GBIF agora em Inglês, Francês, Espanhol e Português (traduzida pelo Nó Português do GBIF)  e as novas funcionalidades do portal de dados do GBIF onde já é possível aceder às tendências mundiais e nacionais na mobilização de dados e assim saber mais sobre os utilizadores do portal do GBIF.
 
O Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira (SiBBr), que é também o Nó Brasileiro do GBIF, lançou o novo portal de dados de biodiversidade bem como o Nó Espanhol do GBIF, tendo por base a tecnologia disponibilizada pelo Nó Australiano, o Atlas Living Australia e que será brevemente adotado pelo Nó Português.
 
Nesta edição do GBits é realçado as mais recentes publicações de dados provenientes da Bélgica, Brasil, China, Dinamarca, Alemanha, Estados unidos da América e de Portugal com  a publicação da Colecção botânica do Museu de História Natural da Universidade do Porto e  da Coleção Entomológica do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa (MUHNAC).  As publicações recentes de Portugal (Checklist dos Briófitos de Portugal pelo MUHNAC; Checklist das Plantas Vasculares Portuguesas da Associação Lusitana de Fitossociologia) serão publicitadas no próximo número do GBits previsto para Fevereiro  de 2015.
 
O novo número do GBits está disponível para consulta aqui.

Documents: