Portugal mostra boa performance no indicador do objetivo Aichi 19

Portugal apresentou uma boa performance no indicador do objetivo Aichi 19, revelando um aumento da disponibilização de dados de biodiversidade, de acordo com o novo portal lançado pela NatureServe. Este portal serve para medir o progresso dos países em alcançar os objetivos de Aichi, que foram estabelecidos pelas Nações Unidas, no âmbito da Convenção para a Diversidade Biológica, com vista a reduzir ou parar a perda de biodiversidade.

O parceiro associado ao GBIF, a NatureServe, acaba de lançar neste portal 15 novos indicadores visuais para mostrar o progresso em direção aos Objectivos de Aichi. Isto tornou-se possível através da ferramenta presente no painel da Biodiversity Indicators Partnership, liderada pelo Centro Mundial de Monitorização da Conservação do Programa das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP-WCMC), também associado ao GBIF.

O crescimento nos registos de ocorrência de espécies acessíveis através do GBIF está agora disponível ao nível do país e pode ser acedido por aqui. As cores no mapa mostram a taxa de aumento dos dados publicados por país, não o volume absoluto de dados. No entanto, se clicar em "Medição mais recente", o mapa passará a mostrar a disponibilidade relativa de dados a partir de 2019. Então, poderá selecionar qualquer país para mostrar a tendência na forma de um gráfico.

Neste contexto, para Portugal há 7.110.386 registos de ocorrência de espécies, acessíveis através do GBIF em 2019. Desde que os dados estiveram disponíveis para este país, o número de registos alteraram-se em uma taxa anual de 60,42%.

Espera-se que esta ferramenta seja útil para destacar a importância da disponibilidade de dados por meio do GBIF no contexto do cumprimento das metas globais de biodiversidade. E assim, trazer mais parceiros e associados a disponibilizar e mobilizar dados de biodiversidade através do GBIF, de forma aberta e gratuita para todo o mundo.